A&E INVESTIGA

Código do tráfico: o que significam os selos nos pacotes de cocaína

Podem estar gravados na embalagem, selados sobre a própria cocaína ou sob a forma de adesivos infantis. Os logos fixados nos pacotes de droga endereçados à Argentina de maneira clandestina dizem muito mais do que aparentam.

Dentro do negócio do narcotráfico, a simbologia não é um dado qualquer. Representa a marca do envio, o selo do clã que fabrica as drogas, as embala e as leva ao mundo. Na Colômbia e na Bolívia, durante muitos anos, os investigadores seguiram o rastro das organizações criminais a partir de diferentes logos. Mas, com o tempo, os traficantes aprenderam a distrair as autoridades, trocando os desenhos. 

Na atualidade, os selos mais populares fazem alusão a Leonel Messi, Bob Marley, escudos de times de futebol, letras específicas, símbolos de super-heróis, o rosto de Pablo Escobar e até o coelhinho da Playboy. Segundo explicou um investigador da Procuradoria de Narcocriminalidade da cidade de Buenos Aires, “os logos não necessariamente correspondem à qualidade da substância, mas indicam os provedores e os destinatários”.

Um dos grandes segredos do sucesso do tráfico de drogas é o domínio do território. Os criminosos de cocaína, por exemplo, buscam se definir e identificar entre os milhares de quilos que trafegam pelo mundo todo. E as máfias são mais poderosas que os esforços das forças de segurança, já que têm muito dinheiro e logística para respaldar suas atividades ilícitas. 


Não perca a nova temporada de NCIS: NOVA ORLEANS - Toda quarta às 21h40


Fonte: Infobae