CYBERBULLYING

Unicef revela que 150 milhões de jovens sofrem bullying nas escolas

Um novo relatório sobre a violência nas escolas produzido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostra que bullying, cyberbullying e agressão sexual têm se tornado violências cada vez mais frequentes em todo o mundo. 

O documento revela que cerca de 150 milhões de estudantes com idades entre 13 e 15 anos sofrem bullying no ambiente escolar. 

Diariamente, esses jovens são submetidos a ataques verbais, agressões físicas e violência sexual de todos os tipos nas escolas. Estima-se que um número ainda maior de crianças - cerca de 720 milhões – vivam em países sem políticas antibullying. 

Crianças e jovens vítimas de violência têm mais tendência a serem marginalizadas na vida adulta e sofrerem de solidão. Elas provavelmente irão desenvolver doenças sérias, como ansiedade e depressão. Muitas tentarão o suicídio mais adiante. 

Em todos os 39 países estudados pela Unicef, cerca de 17 milhões de adolescentes admitiram fazer algum tipo de intimidação contra algum colega. 

Os custos das consequências da violência contra crianças e jovens nas escolas chegam a US$ 7 trilhões por ano no mundo todo.


Nova temporada de LONGMIRE: Toda segunda a partir das 19h55. Não perca!


Fonte: Revista Crescer