A&EXTRAS

Alamut, o castelo dos sicários medievais

 Sobre as montanhas de Elbruz, a 240 km a noroeste de Teerã, capital do Irã, encontram-se as ruínas do castelo de Alamut, pertencente à mítica seita dos Nizaris, ou Hashashin, uma ordem de sicários medievais, famosa por haver realizado, entre os séculos XI e XII, numerosos assassinatos políticos por encomenda.

Os Nizaris faziam parte de uma seita muçulmana ismaelita (uma vertente do xiismo) e foram considerados muitas vezes como a primeira organização terrorista da história. Tornaram-se famosos durante o século XI graças a seus crimes estratégicos realizados com astúcia e frieza contra dirigentes políticos, militares e reis. O castelo de Alamut é a mais famosa de suas fortalezas. 

Em 1256, os mongóis arrasaram com o lugar, destruindo valiosíssimos documentos. Na atualidade, no entanto, pode-se visitar suas históricas ruínas, partindo do povoado de Qazvin. Para chegar ao local, é necessário ir de automóvel por um caminho de três horas por rotas perigosas e mais quase uma hora de uma subida bastante íngreme. Os que se atrevem a ingressar nessa aventura afirmam que esses sacrifícios valem a pena.


Não perca a nova temporada de NCIS: NOVA ORLEANS - Toda quarta às 21h40


Fonte: Clarín