A&EXTRAS

Durante julgamento de El Chapo, filho trai o próprio pai e entrega cartel

Poucos membros do cartel de Sinaloa conhecia tão bem os esquemas quanto Vicente Zambada Niebla. 

Filho de Ismael Zambada García, um dos líderes do cartel. Vicente foi, desde sua infância, preparado para assumir controle do grupo. 

Na semana retrasada, em um revés espetacular, Vicente foi ao tribunal e, em um depoimento que durou mais de cinco horas, revelou todos os detalhes do império do tráfico mexicano: os envolvidos, as rotas secretas, os esquemas de lavagem de dinheiro, os assassinatos e as propinas. 

O depoimento de Vicente caiu como uma bomba no julgamento do ex-sócio de seu pai, Joaquín Guzmán Loera, o infame El Chapo. 

Desde o início do julgamento, em novembro, nos EUA, sete outras testemunhas que trabalhavam com El Chapo prestaram depoimentos comprometedores ao chefão do tráfico do México – mas nenhum foi tão contundente e detalhado quanto o de Vicente. 

Em sua fala, Vicente contou em detalhes que a droga era enviada aos EUA por meio de carros, trens, aviões, caminhões de carne e até submarinos. Ele revelou que a contabilidade do seu pai reservava, mensalmente, cerca de um milhão de dólares só para as propinas – e entre os beneficiários mais notáveis estava um general do exército que trabalhava no departamento de defesa do México e o ex-guarda-costas do antigo presidente do México, Vicente Fox. 

Ismael Zambada, pai de Vicente, ensinou ao filho todo o esquema  do cartel e transformou-o em seu braço direito. Desde cedo ele frequentou reuniões e aprendeu como a droga vinha da Colômbia para o México e era distribuída em cidades como Chicago e Los Angeles. 

O depoimento é considerado uma das maiores traições já vistas no cartel. Ismael é hoje  um dos homens mais procurados do planeta. 


Nesta terça, a partir das 20h10, tem dobradinha de NCIS: LOS ANGELES e NCIS: NOVA ORLEANS. Não perca!


Fonte: NY Times | Imagem: Youtube/Reprodução