A&EXTRAS

A história real da surfista que sobreviveu a um ataque de tubarão

Filha de pais surfistas e nascida em Kauai, no Havaí, Bethany Hamilton carregava o surfe nos seus genes. Na verdade, aprendeu o esporte quando tinha apenas 4 anos, com seus pais, e, aos 8, já estava competindo (e vencendo). Em 2000, com 10 anos, chegou ao 23º lugar do campeonato anual Haleiwa Menehune e deu início à sua carreira profissional como surfista.

 

Mas o futuro brilhante de Bethany se viu ameaçado em 2003, quando surfava com amigos em uma praia de Kauai, a 300 metros do litoral, e um tubarão-tigre a atacou, arrancando seu braço esquerdo. Ela perdeu 60% do sangue do corpo, mas conseguiu chegar com vida ao hospital.

 

Apesar do acidente traumático, Bethany sabia muito bem qual era sua paixão e, somente 10 semanas depois, estava novamente no mar, em cima de sua prancha. Primeiro, aprendeu a nadar com um braço e, em pouco tempo, já estava surfando novamente.

 

Em 2004, escreveu sua autobiografia “Soul Surfer: A True Story of Faith, Family and Fighting Back on the Board” (Surfista de Alma: Uma História Real de Fé, Família e de Vingança em Cima da Prancha, na tradução), que, em 2007, virou um filme.

 

 


FONTE: https://es.wikipedia.org
IMAGEM: Spoungeworthy, English Wikipedia [Domínio público], via Wikimedia Commons