A&EXTRAS

Iraniano tem seu “Nobel de Matemática” roubado no Rio

Apenas 30 minutos depois de receber a prestigiosa medalha Fields, que carrega o status de “Nobel da Matemática”, o iraniano Caucher Birkar teve o prêmio roubado logo na sequência. A cerimônia aconteceu no Riocentro, no Rio de Janeiro, diante de um auditório lotado. 

Bastou um momento de distração para Birkar perceber que haviam furtado sua pasta com o prêmio, a carteira e o celular. 

A pasta a e o celular foram encontrados pouco depois, mas o prêmio e a carteira não estavam mais lá. A medalha, feita em ouro de 14 quilates, custa o equivalente a R$ 15 mil. 

medalha fields

Por meio de câmeras, os seguranças do Riocentro conseguiram localizar e identificar o autor do furto. 

Birkar, de 40 anos, nasceu e cresceu num Irã em guerra - à época, o conflito era contra o Iraque. Seu interesse pela matemática sempre foi latente, mas tendo sido criado em meio a uma família muito pobre, teve dificuldades para levar os estudos adiante. Em 2000, depois de concluir o curso de graduação na Universidade de Teerã, viajou para o Reino Unido e lá pediu asilo político. Motivo: o matemático é curdo, uma minoria étnica perseguida no Irã. 

Na Europa, fez doutorado e tornou-se professor da renomada Universidade de Cambridge. 

Essa foi a primeira vez que o prêmio foi entregue no Brasil, que sedia também o Congresso Internacional de Matemática. A Fields é concedida a cada quatro anos a grandes talentos da matemática com menos 40 anos. 


Não perca a nova temporada de NCIS: LOS ANGELES - Toda sexta às 21h40


Fonte: O Globo | Imagem: Universidade de Cambridge