A&EXTRAS

Nicole Vonlee Titlow, a transexual que matou para manter seu estilo de vida

 Nicole vivia em paz com a sua família no Tennessee, nos EUA, quando, há cerca de 20 anos, resolveu fazer uma cirurgia de implante de seios. Isso, na época, lhe custou 15 mil dólares.

Seu sonho, no entanto, era passar por uma cirurgia de redesignação genital, muito mais cara. 

Nicole enxergou a possibilidade de seus desejos virarem realidade quando sua tia, Billie Jean, à época com 60 anos, casou-se com Don Rogers, um milionário do Michigan. 

Don e Billie Jean viviam uma vida cara, esbanjando dinheiro nos cassinos de Detroit.

Nesse meio tempo, convidaram Nicole para passar uma temporada com eles.  

Nicole foi ficando e os três iam vivendo assim até que, em determinado momento, os gastos passaram dos limites – o que fez Don intervir e ameaçar de pedir o divórcio. Aos 74, ele estava completamente entregue ao alcoolismo.

Em agosto de 2000, Don teve um desmaio. As duas mulheres, ao chegarem em casa, viram a situação e chamaram a emergência – mas já era tarde demais. Don estava morto. 

Só que algo nessa história estava mal contado. A autópsia do corpo indicou que Don morreu por asfixia causada por intoxicação alcoólica. Billie Jean se apressou em pedir a cremação do marido. 

Enquanto isso, Nicole embolsava 70 mil dólares e um carro novo. Na época, ela tinha um namorado a quem confessou que havia obrigado Don a beber uma quantidade imensa de vodca enquanto a tia sufocava o marido com um travesseiro. Para isso, ela receberia 100 mil dólares. 

Perturbado com as declarações, o namorado de Nicole foi à polícia e fez a denúncia. A jovem foi presa, mas faltavam provas que incriminassem a tia. O julgamento foi se arrastando e, nesse tempo, Billie Jean acabou morrendo em decorrência de câncer. Nicole tornou-se, assim, a única ré no processo. 

Ao final, acusada de homicídio em segundo grau, recebeu uma pena que pode variar de 20 a 40 anos de prisão. 

Nicole foi enviada para uma prisão masculina, onde foi proibida de tomar hormônios femininos. Sua saúde caiu a ponto de ter de passar por uma cirurgia para retirada dos seios. 

Seu advogado conseguiu fazer com que transferissem sua cliente para um presídio que dá mais atenção a pessoas transgênero. 


A história de Nicole Vonlee Titlow será o tema de VIDAS INTERROMPIDAS desta quinta, dia 1, às 19h45!