A&EXTRAS

O governo o proibiu de construir em seu próprio terreno, então ele resolveu fundar um país

A&Extras
Por: A&E Brasil

Steve Ogier, dono de um pequeno terreno baldio em Guernsey, uma região localizada no Canal da Mancha, em território pertencente à Coroa Britânica, encontra-se em tratativas com a ONU para reconhecer seu terreno como país independente e proclamar-se soberano absoluto do local. 

Tudo começou em 2017, quando o homem, de 46 anos, pediu às autoridades locais permissão legal para construir em seu lote, adquirido em 2011 e utilizado até o momento como depósito a céu aberto. 

Quando sua petição foi negada, sob a alegação de que o terreno está localizado em área protegida, Ogier se autoproclamou monarca de Everland, um estado independente fundado no terreno de 45X15 metros. O juiz encarregado do caso determinou que não pode existir um Estado sem população. Longe de se dar por vencido, o homem tentou dar o status de micronação a Everland e alegou que o local é habitado por milhares de insetos e lombrigas, além de sua filha de 8 anos, “a princesa Evelyn Ogier” e cinco cidadãos que, apesar de não morarem ali, possuem passaporte e direito a voto. 

Após uma nova negativa a seu pedido estapafúrdio, Ogier apelou às Nações Unidas e espera atualmente o veredito da entidade internacional. 


Três irmãs que escaparam de um culto polígamo contam sua experiências. FILHAS DA POLIGAMIA - Quinta, 16h!


Fonte: RT | Imagem: Facebook/Steve Ogier/Reprodução