A&EXTRAS

Chris Hemsworth, o Thor, revela os piores papeis de sua vida

Chris Hemsworth é tão gente-como-a-gente que de vez em quando acaba caindo em enrascadas para pagar os boletos. 

Em uma entrevista recente à revista Variety, o ator de Thor revelou quais foram os papeis mais errados de sua carreira. 

São dois:  

Michael Mann, em “Hacker” (2015)

Neste filme, Chris interpreta um hacker que é preso por espionagem e posteriormente retirado da prisão para tentar deter um criminoso digital que invadiu o sistema financeiro dos EUA. 

“Não gostei do que fiz no filme. Me senti meio sem graça, sempre tentando fazer algo que imaginei que as pessoas queriam ver. Não me saí bem nesse papel”

 

O Caçador em “O Caçador e a Rainha do Gelo” (2016)

A sequência do filme sobre a Branca de Neve também está em sua lista de erros. A segunda versão da adaptação do conto de fadas trouxe Emily Blunt e Jessica Chastain para o elenco, mas isso não foi o suficiente para deixar o ator animado.  

“Acho que ninguém entendeu o propósito desse filme. Acho que quisemos fazer uma versão não-tão-obscura, mas acabamos em algo totalmente diferente”

Na mesma entrevista, o ator revelou três obstáculos quase o tiraram  do papel de Thor: o irmão, GI Joe e Wolwerine. 

Chris contou que seu irmão mais novo, Liam Hemsworth, quase foi chamado para interpretar Thor – e por pouco não foi escolhido. 

Os outros dois foram as disputas pelo papel de Duke em G.I. Joe: A Origem de Cobra (2009) – que acabou indo pra Channing Tatum – e o de Gambit em X-Men Origins: Wolverine – que foi para Taylor Kitsch.

O ator conta que ficou chateado por ter sido descartado, estava sem dinheiro e precisando de trabalho. Mas diz se não fosse isso talvez não pudesse ter assumido seu papel mais icônico. 


Fonte: Digitalspy