A&EXTRAS

Crime perfeito? Até hoje polícia quebra cabeça para desvendar assassinato ocorrido 30 anos atrás

 Investigadores da Unidade de Crimes Violentos de Tuscaloosa, no estado de Alabama, EUA, continuam trabalhando sem parar para desvendar um caso de assassinato ocorrido 30 anos atrás. 

Carolyn e Acie Worthy era um casal bem de vida. Tinham um bom carro, uma boa casa, viviam em casa de apostas e usavam roupas caras. 

Em outubro de 1989, horas depois de chegarem da missa, os dois foram brutalmente assassinados em sua casa no bairro de Lakeview.

Supostamente, um homem invadiu o local e baleou as vítimas. Em seguida pôs fogo na casa a fim de eliminar qualquer evidência. 

Loyd Baker, chefe da Polícia de Tuscaloosa, conta que desde então vem trabalhando para encontrar o assassino. 

Seria o crime perfeito? 

“O perfil desse assassino é provavelmente de um caçador, de um sujeito que gosta de perseguir e matar”, explica.

Baker, no entanto, acredita que a solução esteja próxima. 

“Muita gente que vive na região provavelmente presenciou algo e não quer falar. A gente quer que elas se pronunciem e nos dê informações”, conta. 

A polícia encontrou indícios que liga o  duplo homicídio a outro cometido na cidade de Graceville, na Flórida.  

“Para nós, o objetivo do criminoso era matar. Roubar era um motivo secundário. Trata-se de alguém que sente prazer no que está fazendo”.  

As investigações estão sendo feitas com base em depoimentos, já que todas as evidências que poderiam revelar a identidade do assassino foram destruídas pelo fogo. 


Fonte e imagens: CBS 4