A&EXTRAS

Crime perfeito? Até hoje polícia quebra cabeça para desvendar assassinato ocorrido 30 anos atrás

A&Extras
Por: A&E Brasil

 Investigadores da Unidade de Crimes Violentos de Tuscaloosa, no estado de Alabama, EUA, continuam trabalhando sem parar para desvendar um caso de assassinato ocorrido 30 anos atrás. 

Carolyn e Acie Worthy era um casal bem de vida. Tinham um bom carro, uma boa casa, viviam em casa de apostas e usavam roupas caras. 

Em outubro de 1989, horas depois de chegarem da missa, os dois foram brutalmente assassinados em sua casa no bairro de Lakeview.

Supostamente, um homem invadiu o local e baleou as vítimas. Em seguida pôs fogo na casa a fim de eliminar qualquer evidência. 

Loyd Baker, chefe da Polícia de Tuscaloosa, conta que desde então vem trabalhando para encontrar o assassino. 

Seria o crime perfeito? 

“O perfil desse assassino é provavelmente de um caçador, de um sujeito que gosta de perseguir e matar”, explica.

Baker, no entanto, acredita que a solução esteja próxima. 

“Muita gente que vive na região provavelmente presenciou algo e não quer falar. A gente quer que elas se pronunciem e nos dê informações”, conta. 

A polícia encontrou indícios que liga o  duplo homicídio a outro cometido na cidade de Graceville, na Flórida.  

“Para nós, o objetivo do criminoso era matar. Roubar era um motivo secundário. Trata-se de alguém que sente prazer no que está fazendo”.  

As investigações estão sendo feitas com base em depoimentos, já que todas as evidências que poderiam revelar a identidade do assassino foram destruídas pelo fogo. 


Fonte e imagens: CBS 4