60 DIAS INFILTRADOS NA PRISÃO: ATLANTA

CALVIN

Calvin estudou serviço social na faculdade e trabalhou como gerente de casos no Child Protective Services. Era um trabalho estressante, e muitas das crianças com as quais ele trabalhou tinham um parente atrás das grades ou viraram criminosas. Ele também viu ex-detentos perderem seus direitos parentais. Isso só aumento o desejo de Calvin em trabalhar com jovens em risco. Ele se tornou professor titulado e começou a trabalhar como tutor para crianças que precisavam de atenção extra.

 

Atualmente, Calvin é professor da oitava série em uma escola pública local. Após participar desse projeto, ele espera ser capaz de se relacionar com seus estudantes em um nível mais profundo e acredita que isso possa, inclusive, chocá-los no que diz respeito à mudança de comportamentos e padrões. Sua missão é ensinar às crianças que se você quer alcançar seus objetivos, você não pode recorrer à violência e que antecedentes criminais serão uma barreira gigante.

 

O coronel admira a paixão e a determinação de Calvin em melhorar o sistema em prol da próxima geração e reconhece que essa é uma perspectiva necessária para inspecionar e ter uma visão crítica de sua penitenciária.