60 DIAS INFILTRADOS NA PRISÃO: ATLANTA

NATE

Nate serviu como oficial ativo da marinha dos EUA de 2006 a 2010 na infantaria, onde completou dois períodos de combate no Iraque. Ele continuou a servir por três anos nas reservas e foi dispensado com honras em 2013. Posteriormente, recebeu uma graduação técnica em Justiça Criminal e Aplicação da Lei em 2014.

 

Nate ficou decepcionado com o fato de, enquanto estava no Iraque, em um de seus períodos de combate, seu irmão mais velho foi preso e teve que enfrentar uma nova pena. Ele acredita que o sistema de justiça criminal deveria ser muito mais duro com os criminosos, de modo que os dissuadisse de voltar à prisão, e argumenta que as prisões deveriam ser mais militaristas e menos flexíveis no que diz respeito às liberdades dos detentos.

 

Em favor da aplicação da lei, Nate quer entrar nesse programa para poder ajudar o coronel a endurecer sua penitenciária. Um aspirante a agente de aplicação da lei, Nate espera poder entender as pessoas que ele vai prender e tentar encontrar uma maneira de se conectar com seu irmão e com a comunidade.

 

O coronel acredita que a dura posição de Nate com relação ao crime e sua experiência militar permitirão que ele se misture com os detentos e ajudarão a rastrear atividades criminosas na penitenciária.